Reflexões de alguns entre nós

 

 

"Príncipe! (Karl Lichnowsky) O que é deve-o ao acaso e ao nascimento.

O que eu sou, devo-o a mim próprio.

Já houve e haverá ainda milhares de príncipes.

Beethoven existe apenas um!"

Ludwig van Beethoven

 

A expansão do Universo continua a acelerar,

as estrelas vão-se afastando sendo as observáveis cada vez em menor número,

os átomos vão-se quebrando até que já nada reste.

Somos então criaturas insignificantes, condenadas a desaparecer...o que

no fundo nos obriga a uma certa humildade.

A mente humana é fascinante; depois de assimilarmos esta ideia, podemos

concluir que somos afinal alguma coisa de especial por termos sido capazes de pensar nisso.

Gerry Gilmore

 

"Natal"

A festa hoje dá lugar à melancolia.

Já não somos crianças,

não temos insónias a pensar nos brinquedos

nem sofremos a ansiedade da meia-noite.

Crescemos...

O tempo levou-nos a fé

levou-nos os avós

levou-nos os pais.

Trouxe-nos os filhos

e a melancolia

de termos sido crianças

e ter sido uma festa.

Rui Spranger

 

Em 2015, dizem-nos os cientistas, que o big-bang ocorreu há 13,77 biliões de anos e que o universo

contém 68% de energia escura e 27% de matéria negra. Porém, as dúvidas persistem.

 

"Não queremos que o nosso passado seja o futuro dos nossos filhos" Sobrevivente de Auschwitz

 

"Viver é a coisa mais rara no mundo. A maioria das pessoas apenas existe" Oscar Wilde

 

"Nature doesn´t need people. People need nature" Nature Is SpeakingConservation International (CI)

 

"I don´t understand why when we destroy something created by man we call it vandalism,

but when we destroy something created by nature we call it progress" Ed Begley Jr.

 

...são os idiotas úteis a dar a vida, nunca os líderes... (em "Mourrir pour des idées") Georges Brassens

 

Oração da árvore:

 

Ao viadante

 

Tu que passas e ergues para mim o teu braço,

antes que me faças mal, olha-me bem.

Eu sou o calor do teu lar nas noites frias de inverno;

Eu sou a sombra amiga que tu encontras

quando caminhas sob o sol de Agosto;

Os meus frutos são a frescura apetitosa

que te sacia a sede nos caminhos.

Eu sou a trave amiga da tua casa,

a tábua da tua mesa, a cama em que tu descansas

e o lenho do teu barco.

Eu sou o cabo da tua enxada, a porta da tua morada,

a madeira do teu berço e o aconchego do teu caixão.

Eu sou o pão da bondade e a flor da beleza.

Tu que passas, olha-me e não me faças mal.

 

Alberto Veiga Simões

 

 

Se não houver frutos, valeu a beleza das flores.

Se não houver flores, valeu a sombra das folhas.

Se não houver folhas, valeu a intenção da semente (Henfil)

 

...este projecto dos Deuses que os homens teimam em arruinar (Miguel Sousa Tavares)

 

Que pena que já não possas ver mais as muralhas vermelhas de Marraquexe e a multidão

que ao teu lado caminha na porta de Essaouira. Que pena que já não vejas os jacarandás,

as roseiras, as buganvílias dos jardins que já não oiças o som da água nas fontes que

não escutes o silêncio dos pátios que não vejas as estrelas nos terraços. Que pena que já

não possas alisar com a mão os azulejos do Palácio Bahia. Que pena que já não vejas

todas as coisas que amávamos que não caminhes, não sintas, não te percas em

Marraquexe – a mais bela das cidades do Sul. Miguel Sousa Tavares

 

Que cada dia possa ser de êxtase pela contemplação da complexidade que nos rodeia e que

a consciência de nós próprios e do nosso papel insignificante no universo nos torne

melhores filhos de Gaia; que esta nos ilumine na tentativa de compreender a física do

cosmos e os mecanismos da vida e que nos harmonize com o todo para que um "dia",

já novamente poeira das estrelas, tenhamos algo de espantoso para "recordar" (RA)

 

Muitos fenómenos naturais são inexplicáveis e poderão nunca vir a ser explicados em termos clássicos e 

reducionistas - fenómenos como a consciência, a vida, a auto-regulação da Terra e uma lista

crescente de acontecimentos no mundo da física quântica. (James Lovelock)

 

Porque razão se uniram as partículas elementares para formarem a matéria?

 

"Morre jovem aquele que os Deuses amam" (Quem di diligunt adulescens moritur). (Plauto)

 

"Deus é uma magnífica criação do cérebro humano". (António Damásio - Jornal Expresso nº 1983)

 

Responsabilidade geracional dos antigos Alentejanos:

"Fazemos vinhas  para nós, olivais para os nossos filhos e sobreiros para os nossos netos"

 

...baixar a cabeça para o pó da terra em vez de erguer os olhos para o céu. (Inês Pedrosa - Jornal Expresso nº 1992) 

 

"Um homem terá pelo menos dado a partida para a descoberta do sentido da vida humana quando começar a

 plantar árvores frondosas sob as quais sabe muito bem que jamais se sentará” (D. Elton Truebloo)

 

“Cultura opõe-se a natura ou natureza, isto é, abrange todos aqueles objectos ou operações que a natureza

não produz e que lhe são acrescentados pelo espírito (...). A religião, a arte, o desporto, o luxo, a ciência e

a tecnologia são produtos da cultura.” António José Saraiva

 

Fui para o bosque porque queria viver deliberadamente, defrontar-me apenas com os fatos essenciais da vida,

e ver se podia aprender o que tinha a me ensinar, em vez de descobrir à hora da

morte que não tinha vivido. H.D.Thoreau

 

O homem é rico em proporção ao número de coisas de que pode prescindir H.D.Thoreau

 

Questão a colocar aos Portugueses:

"Não perguntes o que a tua pátria pode fazer por ti. Pergunta o que tu podes fazer por ela." John F. Kennedy

Outra (anterior à de JFK?) com sentido semelhante:
"Interessa saber viver pela pátria e não morrer por ela" José Hermano Saraiva

 

If a man will begin with certainties, he shall end in doubts, but if he will be content to begin

with doubts, he shall end in certainties Francis Bacon

 

Perguntaram a Saramago: Como podem homens sem Deus serem bons?

Ele respondeu: Como podem homens com Deus serem tão maus?

 

"Viver simplesmente para que outros possam simplesmente viver" Mahatma Gandhi

 

"Alguém que acredite que o crescimento exponencial pode continuar

infinitamente num mundo finito ou é louco ou é economista" Kenneth E. Boulding

 

Somos nós (as elites) que compramos as app e os robôs que vão deixar os nossos filhos

e netos desempregados, e não importa muito porque não estaremos cá para ver.

Somos nós que destruímos a Terra enquanto aplaudimos expedições

a Marte cujo custo salvaria milhões de seres humanos

da destituição e do sofrimento Clara Ferreira Alves (Jornal Expresso 2302)

 

 

 

 Voltar à página principal