Desempenho da Gestão

Segundo as PAS 55-1:2008 e PAS 55-2:2008 (Publicly Available Specification) sobre Asset Management, em vigor na Grã-Bretanha desde 2008, e as ISO 55000, ISO 55001 e ISO 55002 recentemente editadas, a Gestão de Activos comporta cinco componentes que devem ser geridos de forma holística: i) activos humanos; ii) activos de informação; iii) activos financeiros; iv) activos intangíveis (reputação, moral, propriedade intelectual, goodwill, etc.) e v) activos físicos. Todos estes activos se encontram interligados numa qualquer Organização. As PAS e as ISO referidas encontram-se focadas na gestão de Activos Físicos.

A implementação de um sistema de Gestão de Activos requer uma abordagem que permita às Empresas e outras Instituições maximizar o valor dos serviços prestados à comunidade, atingindo os seus objectivos através da correcta gestão dos seus activos físicos ao longo dos seus ciclos de vida. Estes objectivos passam por decisões tais como, seleccionar apropriadamente esses activos, operá-los e mantê-los adequadamente e, no final de vida, renová-los ou descartá-los. Estas fases do ciclo de vida devem ser geridas, de acordo com princípios, tais como; i) Racionalidade económica (rentabilidade dos investimentos); ii) Ética institucional e ambiental; iii) Segurança para utilizadores e comunidade; iv) Crescimento sustentado; v) Planeamento a longo prazo; vi) Cumprimento de obrigações legais e contabilísticas; vii) Avaliação do risco de decisões; viii) Satisfação de clientes, colaboradores, fornecedores e accionistas.  

Os seguintes elementos são considerados também essenciais para a implementação bem-sucedida destes princípios: i) Estrutura organizativa com capacidades de direcção, liderança e coordenação; ii) Colaboradores competentes, atentos e empenhados; iii) Informação adequada sobre o estado de condição dos activos, performance, riscos, custos e a sua inter-relação.

Veja aqui o diagrama das 10 fases para a implementação de um Sistema de Gestão de Activos Físicos segundo a ISO 55000

Veja aqui a estrutura do Sistema de Gestão de Activos Físicos da PAS 55:2008

Veja aqui os elementos do Sistema de Gestão de Activos Físicos da PAS 55:2008

 

Quadro 1 - Grandes objectivos do Controlo de Gestão:

 

"Não se pode gerir o que não se pode medir" (Jack Welch) - embora esta afirmação mereça aprovação universal, a sua prática é frequentemente descurada. Um sistema de controlo de gestão (de um equipamento, uma linha de produção, uma linha de negócio, um departamento...) é relativamente fácil de desenhar e implementar. Para tal, partimos da definição de objectivos, relacionamo-los hierarquicamente e atribuímos-lhes pesos relativos. Seleccionamos depois as unidades de medida do progresso de cada objectivo (indicadores ou métricas). Transformamos a amplitude possível de cada métrica numa escala ordinal de mérito e, por fim, calculamos ascendentemente a hierarquia, resultando uma medida global de mérito. Os valores objectivo das métricas são negociados com os gestores responsáveis - eventualmente com base nas melhores práticas conhecidas -, e ajustados logo que o atingimento daqueles se torne trivial. 

 

Essencialmente, um sistema de controlo de gestão (tableaux de bord ou balance scorecard) deve:

Quadro 2 - As minhas competências nesta área permitem-me:

 

Quadro 3

 

Faça aqui o download de uma demonstração do software profissional ANIM (Avaliação da performance de gestão da manutenção de um equipamento de produção) que desenvolvi para o Instituto de Soldadura e Qualidade, em consórcio com a EDP, Portucel, Celbi, Alstom e FEUP.

 

Veja aqui uma apresentação sobre como eu estruturo um SAD-GMAF (Sistema de Avaliação do Desempenho da Gestão da Manutenção de Activos Físicos). (em Agosto 2014)

 

 

Os artigos seguidamente listados exemplificam como abordar alguns destes temas e destinam-se apenas a ilustrar as minhas competências.

 

Quadro 4 - Eis alguns artigos meus sobre controlo de gestão que poderão ser-lhe úteis:

 

Artigo "Avaliação Multicritério de Fornecedores" (em 27 de Fevereiro de 2016)

 Publicado na revista "Qualidade" edição 04, 2015

Maintenance Continuous Performance Assessment of an AVAC System in a Hospital Operating Room (pdf) (em 04 de Setembro)

Selecção multicritério de um regime de trabalho (pdf)

Eficácia-Eficiência-Produtividade (PP)

Performance de gestão de um equipamento (pdf)

Priorização multicritério de investimentos de produtividade (pdf)

 

Quadro 5 - Eis algumas aplicações em EXCEL que poderá usar ou adaptar:

 

Exemplos de cálculo de Eficiência.XLSX (introduzida em 21 de Março de 2016)

Exemplifica como calcular a Eficiência de um processo para 4 diferentes combinações da relação

"Objectivo" versus "Resultados"

Qualificação de fornecedores.XLS (actualizada em 24 de Março de 2011)

Mostra com classificar o desempenho de fornecedores numa base contínua

segundo uma hierarquia de quatro critérios e dois sub-critérios.

Selecção multicritério de um equipamento.XLSX (actualizada em 21 de Outubro de 2011)

Mostra com avaliar três alternativas mutuamente exclusivas (equipamentos alternativos) segundo

uma hierarquia de cinco critérios, três dos quais desdobrados por outros dois.

Priorização projectos melhoria.XLSX

Mostra como avaliar o mérito de vários projectos de melhoria da produtividade, como priorizá-los

à luz de três critérios e seleccioná-los tendo em conta um limite orçamental.

 

 

Voltar à página principal